Acontece:
Translate:





Untitled document

Quem é o construtor da casa?

(Pastoral de maio/2013)

 

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem”.

Rei Salomão

Salmos 127:1-2

 

O rei Salomão foi conhecido e reconhecido por sua sabedoria. Mas também ficou famoso por construir o templo de Jerusalém que tanto o seu pai, o rei Davi, desejou construir mas o Senhor não permitiu.

Nessa imagem que Salomão descreve no Salmo 127, o Senhor como o construtor, quero pensar no seguinte:

Numa construção, alguns profissionais são indispensáveis, como o arquiteto (o autor do projeto), o engenheiro, o responsável técnico pela construção, o construtor, aquele que realiza a obra com os demais operários (profissionais) e finalmente o dono da obra.

 

 1. Deus é o construtor:

É isto que o rei Salomão afirma: “Se o Senhor não edificar a casa”; mas se pensarmos na família (como sendo a casa a ser construída) Ele é também o arquiteto, pois a família é projeto de Deus.

Deus planejou com perfeição a estrutura familiar: homem, mulher, filho/a ou filhos/as, que se reproduzem formando outras famílias.

Ele é também o construtor. O único. Se Ele não construir, ninguém é capaz de construir. Outros podem tentar, segundo o rei Salomão, mas vão trabalhar em vão, não vão conseguir. Só Ele sabe fazer isso com perfeição.


2. Nós somos os donos da casa (obra).

O dono da obra é o responsável em comprar (pagar o preço) o material e fornecer para o construtor edificar a casa. Andando pela cidade é comum ver muitas obras paralisadas ou em ritmo bem lento. Na maioria dos casos isso é ocasionado por falta de material, porque os recursos financeiros não foram suficientes.

A obra tem o arquiteto, o engenheiro, o construtor, mas se não tem o material ela ficará paralisada. Eles não podem fazer nada sem o material.

A responsabilidade de constituir é exclusiva de Deus, mas a responsabilidade de fornecer o material é nossa.

Deus nunca vai fazer o que é da nossa responsabilidade fazer!

 

3. A casa é a família.

Como já afirmei, a família é um projeto de Deus. Ele constrói a “casa” e nos confia este projeto maravilhoso que é a família, não só para perseverarmos, mas também perpetuarmos através dos filhos dos filhos/as, netos/as e todas as nossas gerações;

Se temos problemas familiares, a culpa não é do arquiteto, engenheiro ou construtores, mas nossa, ou por não cuidar bem da “casa”, seguindo o manual fornecido pelo construtor, a Bíblia, ou a causa pode também estar na qualidade do material que nós fornecemos para o construtor.

 

4. Tipo e qualidade do material.

Você pode ter uma casa construída com material de primeira, segunda, terceira, ou apenas um casebre (barraco).

Seja qual for a qualidade do material fornecido para a construção você terá uma casa. Com a família não é assim. Se você não fornecer material de primeira (marido e esposa), o que você terá não será uma família segundo os padrões estabelecidos por Deus na Bíblia.

Exemplo:

Se um/a crente se une em jugo desigual no casamento, ao incrédulo, conforme diz o apóstolo Paulo em II Coríntios 6:14 “Não vos ponhais debaixo de um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade[...]”

O casamento é uma sociedade perfeita (corpo, alma e espírito) instituída pelo Senhor. Se numa sociedade meramente humana não podemos nos unir com o/a incrédulo/a, no casamento muito menos!


5. Qual material excelente a ser fornecido para o casamento?

Dentre muitos mencionados pela Bíblia cito os seguintes:

 – O Amor.

Em I Coríntios 13: 4 a 8ª lemos o seguinte a respeito da qualidade desse “material”.

“É paciente, benigno, não arde em ciúmes, não se ufana, não é soberbo, não se conduz inconvenientemente, não é interesseiro, não se exaspera, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. Ainda é eterno, jamais acaba.

O que você acha de usar um material assim na construção da sua família?

– Submissão e consideração.

Em I Pedro 3: 1 e 7, o apóstolo recomendou o seguinte:

À mulher – submissão

Ao homem – consideração

A submissão é o reconhecimento da autoridade de que a outra pessoa tem sobre você. Neste caso, essa autoridade é espiritual gerada pela posição de intercessor dada por Deus ao homem em relação a sua esposa e família e que gera proteção.

A consideração é exercida pelo marido que com discernimento espiritual, cuida da sua esposa com dignidade e reconhece que perante o Senhor são iguais no direito e ao mesmo tempo diferentes, mas que se completam no casamento e ainda entendem que são herdeiros da mesma graça da vida.

Filhos:

Segundo Êxodo 20:12, devem honrar ao pai e a mãe.

O tipo de material que os filhos e filhas devem contribuir na construção é o amor, a obediência, submissão e tudo o mais possível.

A qualidade do material? A mais excelente!

 

Conclusão:

Nós temos um Construtor Zeloso. “Porque eu o Senhor, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos”. Êxodo 20:5 e 6.

A família que você tem ou terá depende do tipo e da qualidade do material que você fornecerá ao Grande Construtor!

 

 

Bispo Carlos Alberto Tavares Alves

Bispo e Missionário

Presidente da Rema

 




Boletim Missionario -

Busca de Conteúdos no Portal

Encontre
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Versículo do Dia

Buscai ao Senhor, vós todos os mansos da terra, que tendes posto por obra o seu juizo; buscai a justiça, buscai a mansidão; porventura sereis escondidos no dia da ira do Senhor.


SOFONIAS 2.3

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
Região Missionária Amazonica - Rua Afonso Pena, 1161 - Nossa Senhora das Gracas - Porto Velho - RO - CEP 76804-120 - Fone: 69 3229.2150
Desenvolvido por: