Acontece:
Translate:





Untitled document

 

O NÍVEL DESEJADO NO DISCIPULADO

“Tu, porém, tens seguido, de perto, o meu ensino, procedimento, propósito, fé, longanimidade, amor, perseverança”. (II Timóteo 3.10).

Em sua opinião qual é o nível desejado no discipulado? Para o apostolo Paulo, o nível desejável é; praticar o ensino do seu discipulador, ter o mesmo procedimento e propósito. Chegar ao mesmo nível de fé e produzir os frutos do Espírito Santo (longanimidade, amor e perseverar em toda e qualquer situação). Não desistir nunca.

Não é fácil! Não é mesmo. É só para aqueles /as que já chegaram ao nível desejável do discipulado.

Como eu sei se já cheguei?

John Maxwell, diz no seu livro “5 níveis da liderança”, que:

“A maior realização da liderança (discipulado). É desenvolver outros líderes (discípulos) até o nível 4”.

Os níveis citados por ele são:

  1. Posição (direitos)
  2. Permissão (relações)
  3. Produção (resultados)
  4. Desenvolvimento de pessoas (reprodução)
  5. Pináculo (respeito)

Voltando a pergunta: Como eu sei que já atingi o nível desejável no discipulado?

John Maxwell diz:

“Quando você levar os seus liderados (discípulos) ao nível 4”.

Nossa principal estratégia missionária é o discipulado, como foi a de Jesus. Não adianta perder tempo tentando outras estratégias. As experiências do passado já provaram que é perda de tempo, dinheiro e esforço humano. Pra que continuar tentando?

Quem sabe é hora de parar tudo o que tem sido feito, que não é discipulado e começar a viver a plenitude do discipulado a partir do modelo de Jesus Cristo e que o apostolo Paulo encarnou muito bem?

Neste tempo, a Igreja Metodista através da qual servimos o Reino de Deus. Nos da liberdade e as ferramentas necessárias para chegarmos ao nível desejável do discipulado. Como exemplo, cito o Plano Missionário Nacional, que vou citar muitas vezes na nossa caminhada:

“Promover o discipulado na perspectiva da salvação, santificação e serviço”.

“O discipulado precisa ser compreendido como um modelo de ser igreja”.

“O discipulado é uma condição para que as pessoas possam seguir o caminho aberto por Jesus Cristo”.

“Ser discípulo e discípula de Jesus é uma exigência”. 

“Os evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João) é à base do projeto, ou seja, viver como Jesus viveu, perdoar como Jesus perdoou, sentir como Jesus sentiu, intervir como Jesus interveio, caminhar como Jesus caminhou, em obediência aos preceitos do Pai”.

“No caminho do discipulado, Jesus confere identidade a cada discípulo ou discípula”.

“O discipulado Metodista nos conduz a três movimentos:

a)      Estilo de vida em que Jesus Cristo é o modelo

b)      Método de pastoreio.

c)      “Estratégia para o cumprimento da missão visando a Evangelização e o crescimento”.

As estratégias podem ser como melhor se adequarem a situação, tendo em conta a realidade onde a igreja está realizando a MISSÃO, mas ninguém pode fugir do núcleo básico estabelecido pelo Plano Missionário Nacional, ou seja:

  1. “Revitalização de experiência do discipulado cristão, a partir de retiros, grupos de oração, visando consagração dos membros de nossas igrejas, para a missão”.
  2. “Criar classes para toda a igreja (grupos de discipulado, células, equipes, etc.), a exemplo do movimento Wesleyano”.

Glorifico a Deus porque aqui na REMA, nas demais regiões eclesiásticas e na REMNE, já estamos experimentando essas estratégias, mas especificamente entre nós na REMA, estabelecemos que:

  1.  Cada pastor ou pastora tem o seu grupo matriz. Nenhum pastor pode deixar de ter. Mais de uma vez já falamos que quem não sabe fazer, tem que pedir ajuda a quem já está fazendo. Temos como ajudar você!
  2. Que as novas igrejas que estão sendo plantadas, serão sempre a partir de uma célula, que como tal seguirá seu processo natural de multiplicação (poderá haver exceção, mas será sempre exceção).

A avaliação do seu trabalho pastoral não será por construções feitas, levantamento de dízimos e ofertas e outras atividades, mas se você organizou sua célula matriz e quantas novas células nasceram.  Se a visão do discipulado foi implantada obedecendo às estratégias básicas mencionadas pelo Plano Nacional Missionário, e quantas vidas foram colhidas.

Lembre-se que o Bispo, os Superintendentes Missionários e Coordenadores de núcleos de expansão missionária, são seus parceiros nessa grande obra.      

Que o Senhor nos fortaleça e nos ajude diante do grande desafio.

 

 

 

Bispo Carlos Alberto Tavares Alves

Bispo Presidente da Rema




Boletim Missionario -

Busca de Conteúdos no Portal

Encontre
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Versículo do Dia

Meu pacto com ele foi de vida e de paz; e eu lhas dei para que me temesse; e ele me temeu, e assombrou-se por causa do meu nome.


MALAQUIAS 2.5

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
Região Missionária Amazonica - Rua Afonso Pena, 1161 - Nossa Senhora das Gracas - Porto Velho - RO - CEP 76804-120 - Fone: 69 3229.2150
Desenvolvido por: