Acontece:
Translate:





Untitled document

PASTORAL EPISCOPAL – JULHO/2014

 

A REVELAÇÃO DA VONTADE DE DEUS.

 

Efésios 1.3-14

Antes de ler o texto dessa palavra pastoral, por favor, pegue a sua Bíblia e faça a leitura de I Samuel, capítulo 9 a 10. 1 - 8.

Você conhece bem esse texto das Sagradas Escrituras, mas eu quero destacar alguns pontos muito importantes nessa história.

Saul era filho de uma família Benjamita. Seu pai era um homem que possuía bens (rico). Saul era um jovem tão belo “como nenhum entre os filhos de Israel e sobressaía entre os outros jovens da sua época”. Num determinado dia de trabalho na fazenda, Saul recebeu uma missão de seu pai. Junto com um dos empregados, irem procurar algumas mulas que havia fugido do pasto e que não voltara no dia anterior.

Naquela época da sua vida, qual seria o grande sonho de Saul? Possivelmente continuar trabalhando na fazenda do pai, se casar e constituir uma família e quem sabe, depois da morte do pai, continuar tocando aquela fazenda e viver como viveu seu pai. Estou quase certo que os seus sonhos não passariam muito disso. Não tinha muitas ambições e preocupações em relação à vontade de Deus para a sua vida, como hoje, muitas pessoas também não tem.

Saul jamais poderia imaginar que Deus tinha outros planos para sua vida além daquela pacata fazenda. Planos bem maiores: SER O PRIMEIRO REI DE ISRAEL!

Como se diz no interior, foi naquela manhã “pra lida”, cumprindo assim a tarefa recebida do pai. Procurar as mulas perdidas e encontrou a VONTADE DE DEUS.

Através do profeta Samuel, essa história é linda, ele recebeu a revelação do que Deus tinha para ele. Não era a fazenda do seu pai e procurar mulas, mas o reino de Israel, liderar o povo de Deus. “O Espírito do Senhor se apossará de ti, e profetizarás com eles e tu serás mudado em outro homem”. Capítulo 10 versículo 7.

Para nós que estamos no ministério pastoral, temos a convicção de que esta é vontade de Deus para nossas vidas. Estamos no lugar que Deus quer que estejamos fazendo o que Ele nos chamou para fazer. Amém? Sempre que Deus quer fazer grandes coisas, Ele escolhe pessoas para serem usadas por ele. Enche essas pessoas com seu Espírito Santo e transforma suas vidas de maneira que nunca mais elas sejam as mesmas de antes. Você tem certeza do chamado de Deus? Está, em nome de Jesus, fazendo grandes coisas para o Senhor e seu Reino?

O apóstolo Paulo nos revela a vontade de Deus para todos/as discípulos/as de Jesus Cristo:

 

  1. Nos abençoar.

“Tem nos abençoado com toda sorte de bênçãos espirituais” EF. 1.3.

É sempre a vontade de Deus nos abençoar. O problema é que priorizamos as bênçãos materiais em detrimento das bênçãos espirituais, dessa maneira, não entendendo que as bênçãos materiais seguem as espirituais. É uma consequência natural.

 

  1. A santidade

Deus nos escolheu para sermos santos e irrepreensíveis.

“Assim como nos escolheu..., para sermos santos e irrepreensíveis...” EF. 1.4.

A santidade em nossas vidas não é uma opção. Fomos escolhidos pra isso, sermos santos em todos os nossos pensamentos, palavras e ações.

O pecado até pode acontecer, mas sempre será um acidente, nunca uma prática cotidiana com a qual nos acostumamos e aceitamos como natural.

João diz: “Se porventura alguém pecar, temos um advogado”.  primeiro João 2.1.

Só pode acontecer como uma hipótese, um acidente que precisa ser cuidado para não se repetir mais e ser tratado imediatamente.

 

  1. Ter um relacionamento de pai e filho/a

“Nos predestinou para ele, para adoção de filhos...” EF. 1.5

É esse tipo de relacionamento que Deus deseja ter conosco. E por isso conta a parábola do “filho pródigo”. Na história, quando o filho perdido volta para casa do pai, esse promove uma grande festa e convida os amigos para celebrar com ele. O filho perdido voltou para a casa do pai. Aleluia!

 

  1. Libertação do poder do pecado.

“No qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados,...” EF. 1.7.

Aqui aparecem duas palavras: redenção e remissão. São duas obras que o Senhor opera em nossas vidas. Pelo poder do sangue de Jesus ele perdoa nossos pecados e nos liberta do poder do pecado para que ele não tenha mais domínio sobre nós. Isso significa que somos libertos do nosso passado, curados e libertos para vivermos, segundo a vontade do Senhor, a plenitude de filhos/as de Deus.

Para quê?

Para o louvor da sua glória!

- Receber o selo do Espírito santo que é a marca de que somos propriedade exclusiva de Deus.

- Receber o Penhor (o Espírito Santo ) que é a garantia da nossa herança. EF. 1.14.

Conclusão:

Nossa missão é faze

PASTORAL EPISCOPAL – JULHO/2014

 

A REVELAÇÃO DA VONTADE DE DEUS.

 

Efésios 1.3-14

Antes de ler o texto dessa palavra pastoral, por favor, pegue a sua Bíblia e faça a leitura de I Samuel, capítulo 9 a 10. 1 - 8.

Você conhece bem esse texto das Sagradas Escrituras, mas eu quero destacar alguns pontos muito importantes nessa história.

Saul era filho de uma família Benjamita. Seu pai era um homem que possuía bens (rico). Saul era um jovem tão belo “como nenhum entre os filhos de Israel e sobressaía entre os outros jovens da sua época”. Num determinado dia de trabalho na fazenda, Saul recebeu uma missão de seu pai. Junto com um dos empregados, irem procurar algumas mulas que havia fugido do pasto e que não voltara no dia anterior.

Naquela época da sua vida, qual seria o grande sonho de Saul? Possivelmente continuar trabalhando na fazenda do pai, se casar e constituir uma família e quem sabe, depois da morte do pai, continuar tocando aquela fazenda e viver como viveu seu pai. Estou quase certo que os seus sonhos não passariam muito disso. Não tinha muitas ambições e preocupações em relação à vontade de Deus para a sua vida, como hoje, muitas pessoas também não tem.

Saul jamais poderia imaginar que Deus tinha outros planos para sua vida além daquela pacata fazenda. Planos bem maiores: SER O PRIMEIRO REI DE ISRAEL!

Como se diz no interior, foi naquela manhã “pra lida”, cumprindo assim a tarefa recebida do pai. Procurar as mulas perdidas e encontrou a VONTADE DE DEUS.

Através do profeta Samuel, essa história é linda, ele recebeu a revelação do que Deus tinha para ele. Não era a fazenda do seu pai e procurar mulas, mas o reino de Israel, liderar o povo de Deus. “O Espírito do Senhor se apossará de ti, e profetizarás com eles e tu serás mudado em outro homem”. Capítulo 10 versículo 7.

Para nós que estamos no ministério pastoral, temos a convicção de que esta é vontade de Deus para nossas vidas. Estamos no lugar que Deus quer que estejamos fazendo o que Ele nos chamou para fazer. Amém? Sempre que Deus quer fazer grandes coisas, Ele escolhe pessoas para serem usadas por ele. Enche essas pessoas com seu Espírito Santo e transforma suas vidas de maneira que nunca mais elas sejam as mesmas de antes. Você tem certeza do chamado de Deus? Está, em nome de Jesus, fazendo grandes coisas para o Senhor e seu Reino?

O apóstolo Paulo nos revela a vontade de Deus para todos/as discípulos/as de Jesus Cristo:

 

  1. Nos abençoar.

“Tem nos abençoado com toda sorte de bênçãos espirituais” EF. 1.3.

É sempre a vontade de Deus nos abençoar. O problema é que priorizamos as bênçãos materiais em detrimento das bênçãos espirituais, dessa maneira, não entendendo que as bênçãos materiais seguem as espirituais. É uma consequência natural.

 

  1. A santidade

Deus nos escolheu para sermos santos e irrepreensíveis.

“Assim como nos escolheu..., para sermos santos e irrepreensíveis...” EF. 1.4.

A santidade em nossas vidas não é uma opção. Fomos escolhidos pra isso, sermos santos em todos os nossos pensamentos, palavras e ações.

O pecado até pode acontecer, mas sempre será um acidente, nunca uma prática cotidiana com a qual nos acostumamos e aceitamos como natural.

João diz: “Se porventura alguém pecar, temos um advogado”.  primeiro João 2.1.

Só pode acontecer como uma hipótese, um acidente que precisa ser cuidado para não se repetir mais e ser tratado imediatamente.

 

  1. Ter um relacionamento de pai e filho/a

“Nos predestinou para ele, para adoção de filhos...” EF. 1.5

É esse tipo de relacionamento que Deus deseja ter conosco. E por isso conta a parábola do “filho pródigo”. Na história, quando o filho perdido volta para casa do pai, esse promove uma grande festa e convida os amigos para celebrar com ele. O filho perdido voltou para a casa do pai. Aleluia!

 

  1. Libertação do poder do pecado.

“No qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados,...” EF. 1.7.

Aqui aparecem duas palavras: redenção e remissão. São duas obras que o Senhor opera em nossas vidas. Pelo poder do sangue de Jesus ele perdoa nossos pecados e nos liberta do poder do pecado para que ele não tenha mais domínio sobre nós. Isso significa que somos libertos do nosso passado, curados e libertos para vivermos, segundo a vontade do Senhor, a plenitude de filhos/as de Deus.

Para quê?

Para o louvor da sua glória!

- Receber o selo do Espírito santo que é a marca de que somos propriedade exclusiva de Deus.

- Receber o Penhor (o Espírito Santo ) que é a garantia da nossa herança. EF. 1.14.

Conclusão:

Nossa missão é fazer a vontade de Deus. A visão de Deus é o propósito da nossa missão.

Em II Coríntios 5.18 a 20, aprendemos que precisamos fazer três coisas em relação à vontade de Deus:

  1. Entender a vontade de Deus (revelação).
  2. Aceitar a vontade de Deus (obedecer).
  3. Praticar a vontade de Deus (estilo de vida - discipulado).

Deus nos abençoa, nos separou (escolheu), nos adotou como filhos/as e nos redimiu - perdoou e libertou. Amém.

Um abençoado mês de julho. Muitas lutas, mas grandes vitórias para a glória do Pai, Filho e Espírito Santo.

 

 

 

Carlos Alberto Tavares Alves

Bispo Missionário

 Região Missionária da Amazônia - Rema

 

 

r a vontade de Deus. A visão de Deus é o propósito da nossa missão.

Em II Coríntios 5.18 a 20, aprendemos que precisamos fazer três coisas em relação à vontade de Deus:

  1. Entender a vontade de Deus (revelação).
  2. Aceitar a vontade de Deus (obedecer).
  3. Praticar a vontade de Deus (estilo de vida - discipulado).

Deus nos abençoa, nos separou (escolheu), nos adotou como filhos/as e nos redimiu - perdoou e libertou. Amém.

Um abençoado mês de julho. Muitas lutas, mas grandes vitórias para a glória do Pai, Filho e Espírito Santo.

 

 

 

Carlos Alberto Tavares Alves

Bispo Missionário

 Região Missionária da Amazônia - Rema

 

 




Boletim Missionario -

Busca de Conteúdos no Portal

Encontre
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Versículo do Dia

Os preceitos do Senhor são retos, e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e alumia os olhos.


SALMOS 19.8

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
Região Missionária Amazonica - Rua Afonso Pena, 1161 - Nossa Senhora das Gracas - Porto Velho - RO - CEP 76804-120 - Fone: 69 3229.2150
Desenvolvido por: