Acontece:
Translate:





Untitled document

Carta Pastoral – Agosto de 2013

 

A Oração não é só preparação para a guerra é a própria guerra.

 

“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder” Efésios 6-10

“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”; 1 Pedro 5-8

“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. Tiago 4-7

 

Quando tomamos a decisão de sermos discípulos/as do Senhor Jesus Cristo, ganhamos um inimigo que estará sempre ao nosso redor procurando uma oportunidade para nos atacar. Isso é uma grande verdade e sempre ouvimos dizer que a oração é a nossa principal arma contra esse inimigo, o que também é verdade, mas nessa reflexão quero pensar com você na oração, não somente como uma arma a mais, mas como um grande campo de batalha.

Não é suficiente somente orar, é necessário ter uma vida de oração (comunhão com Deus).

A vida de oração não é uma arma de defesa, mas de ataque. Há uma expressão que diz: “A melhor defesa é o ataque”.

O crescimento da igreja local está intimamente ligado a este fato.

A oração em ação (arrombando as portas do inferno) levará a libertação dos cativos e o consequente crescimento da igreja.

Em todos os lugares do mundo onde as igrejas crescem é porque tem uma vida de oração.

John Maxwell disse: “A chave número um para o crescimento da minha igreja foi à oração”.

Na Coréia do Sul, eles dizem que a oração é a chave Nº 1, 2, 3,10... Não tem limites. Por isso é que eles tem todos os dias reunião de oração as 5 horas da manhã, com os templos lotados. 1 hora de oração de madrugada no templo todos os dias da semana.

A oração não é só a preparação para a guerra é a própria guerra.

Quantos dias na semana você tem reunião de oração e jejum na sua igreja? Quantos “relógio de oração você fez por ano com seu povo? Na época que antecede o Encontro com Deus?

Se queremos um crescimento explosivo, precisamos ser explosivos na nossa vida de oração com o nosso povo.

Cada igreja precisa além de orar, ter um ministério de oração com uma liderança forte e atuante. Pelo menos uma vez por semana uma reunião de Cura e Libertação.

Se você como pastor/a não tem esse ministério, procure aprender com quem tem, certamente aí na sua igreja tem pessoas com esse ministério.

Não dê somente espaço para eles, mas comece uma reunião de Cura e libertação com eles e você vai ver que além da cura da igreja, essas reuniões são excelentes estratégias de evangelização. Um “pesqueiro” maravilhoso.

Talvez você esteja pensando: isso vai dar muito trabalho! Posso afirmar: vai mesmo! O Senhor ensinou que ele veio chamar trabalhadores e não pessoas acomodadas e satisfeitas com o que tem, quando Ele tem muito mais para nós.

Tendo a oração não só como estratégia de guerra, mas como estilo de vida de cada discípulo/a, afetará tremendamente a igreja e a comunidade onde está localizado o templo e onde moram os discípulos/as.

O movimento de oração na vida da igreja se dá de dentro para fora. Primeiro afeta a igreja, o corpo de Cristo, e como consequência a comunidade, porque afetando a igreja, gera o crescimento que vai se refletir na comunidade.

Em toda história da igreja evangélica os avivamentos ocorridos geraram um crescimento explosivo da igreja porque o avivamento gera Santidade, Fidelidade, Amor, compromisso com o Reino de Deus e a igreja e paixão evangelística.

Quando experimentamos um avivamento espiritual em nossas vidas, amamos mais as outras pessoas e sentimos compaixão por suas necessidades e é claro, desejo que elas experimentem o que estamos experimentando.

Não podemos dizer que no Brasil estamos experimentando um grande avivamento. Talvez o que temos é um grande movimento religioso que está levando grande parte dos brasileiros/as a se tornarem Cristãos Evangélicos. Mas eu creio que um grande avivamento espiritual está a caminho e com ele uma colheita abundante.

Posso afirmar isso porque há evidencias muito forte. Creio que em determinado momento o Espírito Santo vai agir e gerar, unidade nos diversos seguimentos cristãos gerando unidade e visão do Reino de Deus. As barreiras vão cair e o Senhor vai levantar um povo poderoso, cheio de graça e unção.

O melhor de tudo é que nós fazemos parte desse povo que vai viver esse grande avivamento. Mas não se esqueça: TUDO COMEÇA E TERMINA COM ORAÇÃO!

Você pode começar agora um poderoso movimento de oração na sua igreja ou retardar o avivamento e assim impedir que milhares de pessoas sejam salvas na sua cidade.

Lembre-se:

A oração não é só preparação para a guerra é a própria guerra!

Você está do lado de Jesus, então não tem como fugir da guerra, você está dentro, não tenha medo! “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós”.

Um grande abraço do companheiro na obra missionária.

 

Bispo Carlos Alberto Tavares Alves

                                             Bispo Missionário

Região Missionária da Amazônia




Boletim Missionario -

Busca de Conteúdos no Portal

Encontre
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Versículo do Dia

Meu pacto com ele foi de vida e de paz; e eu lhas dei para que me temesse; e ele me temeu, e assombrou-se por causa do meu nome.


MALAQUIAS 2.5

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
Região Missionária Amazonica - Rua Afonso Pena, 1161 - Nossa Senhora das Gracas - Porto Velho - RO - CEP 76804-120 - Fone: 69 3229.2150
Desenvolvido por: