Acontece:
Translate:





Untitled document

PASTORAL EPISCOPAL – ABRIL /2015.

 

 

ENCONTROS QUE TRANSFORMAM

 

 

“Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor, e caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Ele perguntou: Quem és tu Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; mas levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que convém fazer”. Atos 9. 3 a 6.

 

Nesse tempo onde todos e todas estamos envolvidos na realização das casas de paz, visando experimentar um crescimento explosivo, onde milhares de pessoas terão o seu encontro com o Senhor Jesus Cristo, como consequência das ministrações a serem realizadas durante sete semanas, é importante relembrar quatro encontros que o Apóstolo Paulo teve na sua vida e que contribuíram para transformá-lo no apóstolo aos gentios, que depois de Jesus, foi o maior missionário mencionado no Novo Testamento.

Primeiro Encontro

Foi com Jesus, conforme descrito em Atos 9. 3 a 6, onde Paulo recebeu a revelação, o conhecimento, de quem era Jesus, bem como o que ele, Paulo, estava fazendo, ou seja, não estava simplesmente perseguindo pessoas, membros de mais uma seita que havia surgido como tantas outras, mas o próprio Jesus, o Messias, tão desejado e esperado, mas não reconhecido pelos judeus.

Você pode imaginar alguém esperar uma pessoa tão desejada, como era o caso do Messias, e quando Ele veio, não foi reconhecido? No mínimo, decepcionante!

Foi o encontro da conversão de Paulo (Saulo de Tarso)!

Alguém revestido de tanto poder humano e ódio, agora caído no chão, cego e humilhado, ouvindo a voz de alguém que até aquele momento lhe era desconhecido, lhe dar ordens: “... entra na cidade onde te dirão o que te convém fazer”. V.6.

 

SEGUNDO ENCONTRO

Depois de três dias, ainda cego por causa do fulgor da luz que veio sobre ele no encontro com Jesus, Paulo teve o seu segundo encontro transformador, desta vez com o enviado de Jesus, Ananias, que divinamente orientado, foi ao encontro de Paulo que estava em jejum, orando, que entrando na casa onde ele estava, fez a seguinte declaração: “... Saulo irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo”. O encontro de cura e batismo com o Espírito Santo.

Para a realização de um ministério eficiente, e consequentemente frutífero, como foi o ministério de Paulo, é necessário esse encontro de cura (corpo e alma) e batismo do Espírito Santo.

A doença é sempre limitadora em nossas vidas. Precisamos de cura para que tenhamos condições plenas para realizar o ministério que o Senhor nos confiou.

O que falar do batismo com o Espírito Santo? Se Jesus nos diz que precisamos receber o poder do Espírito Santo para sermos suas testemunhas (Atos 1.8), como podemos pensar que será possível fazer a obra de Deus apenas com a nossa formação acadêmica e nossos dons naturais? Sem o batismo com o Espírito Santo, tudo o que fizermos será limitado, será sempre no nível natural, humano e não no nível sobrenatural, onde o poder de Deus opera em nossas vidas e através de nossas vidas.

 

TERCEIRO ENCONTRO

O chamado missionário:

O Apóstolo Paulo faz menção do seu chamado missionário, quando no capítulo 22 de Atos, ele esta fazendo sua defesa de fé. Ele descreve essa experiência assim: “Tendo eu voltado para Jerusalém, enquanto orava no templo, sobreveio-me um êxtase, e vi aquele que falava comigo...” (Vs. 17 e 18).

Como você pode constatar, uma ação totalmente sobrenatural acontece com Paulo quando ele estava orando no templo: “vi aquele que falava comigo”. Lembra? No caminho de Damasco ele só ouviu quem falava com ele. Agora ele viu quem falava com ele. Aleluia! Foi assim que ele recebeu o seu chamado missionário, ou seja, ser o apóstolo aos gentios: “vai, porque eu te enviarei para longe, aos gentios”. Oh, que maravilha! Aleluia! 

Tenho afirmado que não há chamado sem missão e que não há missão sem preço. Todos/as que temos um chamado missionário sabemos disso por experiência própria.

Em Atos 13 temos a descrição do momento exato do envio de Paulo para a obra missionária entre os gentios.

 

 QUARTO ENCONTRO

O Encontro do Discipulado

Em Atos 11.24 temos as características de um/uma dicipulador/a, neste caso, Barnabé: “homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé”. Foi esse homem que Deus escolheu para discipular Paulo. Ele saiu a procura de Paulo (o discípulo) – “e partiu Barnabé para Tarso à procura de Saulo”. V. 25. Tendo encontrado Paulo o levou para Antioquia e Paulo passou pela “escola de discípulos” ou “escola de líderes” durante 12 meses e como consequência uma multidão de discípulos/as foram formados naquela igreja, que culminou com os discípulos de Jesus serem chamados de cristãos. Os seguidores de Cristo.

 

CONCLUSÃO

Conversão, cura e batismo com o Espírito Santo, chamado missionário e discipulado formam a base do nosso relacionamento com Deus e da nossa ação missionária.

Estamos às portas de experimentar um grande crescimento explosivo. Para que isso aconteça só depende de cada um de nós que recebemos esta visão espiritual do Reino de Deus.

Estamos terminando os 40 dias de jejum e oração por salvação de vidas, começando as casas de paz e no dia 24 de maio, dia de pentecostes, dia do coração aquecido e dia do discipulado Metodista, estaremos colhendo os preciosos frutos do nosso árduo trabalho.

Que o Senhor continue te usando poderosamente. Sim, na unção e poder do Espírito Santo, vivendo um tempo novo e escrevendo uma nova história na Região Missionária da Amazônia.

“E ensinavam uma numerosa multidão”. Que venha a numerosa multidão! Aleluia!

 

Seu companheiro na missão de fazer discípulos/as para o Senhor Jesus e pastor,

 

 

 

 

 

 

 

Carlos Alberto Tavares Alves

Bispo Missionário

 Região Missionária da Amazônia - Rema

 

 




Boletim Missionario -

Busca de Conteúdos no Portal

Encontre
Igrejas e Pastores

Pesquise também:

Versículo do Dia

Meu pacto com ele foi de vida e de paz; e eu lhas dei para que me temesse; e ele me temeu, e assombrou-se por causa do meu nome.


MALAQUIAS 2.5

Boletim Eletrônico
Informe seu nome e e-mail para receber nosso boletim eletrônico.
Nome:
E-mail:
Região Missionária Amazonica - Rua Afonso Pena, 1161 - Nossa Senhora das Gracas - Porto Velho - RO - CEP 76804-120 - Fone: 69 3229.2150
Desenvolvido por: